Empresa coloca à venda primeiro carro de Senna na F1

Foto: Reprodução

O primeiro carro pilotado por Ayrton Senna na Fórmula 1, o modelo TG183#5, da Toleman, foi colocado à venda pela Cars International, empresa localizada no Reino Unido e que trabalha com a negociação e restauração de veículos históricos. O monoposto foi utilizado por Senna em 1984, em sua primeira corrida de Formula 1, no Grande Prêmio do Rio de Janeiro, em Jacarepaguá. Com ele, o brasileiro também conquistou os seus primeiros pontos na principal modalidade do automobilismo mundial ao ficar em sexto lugar nas corridas da África do Sul e Bélgica. Após ser aposentado, o carro foi vendido pela Toleman ao americano Mike Earl, que o restaurou em Los Angeles. Depois de voltar ao Reino Unido, o veículo teve o motor original Hart 415T recolocado. Além disso, a Cars International possui um contrato de autenticidade que o carro foi, de fato, utilizado por Senna. De acordo com nota da empresa, que também trabalha com a venda de outros monopostos e carros raros de luxo, o veículo pilotado pelo brasileiro está apto a ser guiado. A Cars International não informa o valor do carro em sua página.


Rosberg vence o GP do Brasil e esquenta a briga; Massa faz pódio

As semelhanças são muitas. Eles têm a mesma idade, 29 anos, correm pela mesma equipe, a Mercedes, e estão de olho no título de campeão mundial de Fórmula 1 deste ano, com uma pequena diferença: Lewis Hamilton quer se tornar bicampeão e Nico Rosberg luta pelo primeiro título. Ontem, o alemão Rosberg manteve o favoritismo conquistado nos treinos – largou na pole – e conquistou o GP do Brasil no circuito de Interlagos, em São Paulo. Hamilton foi o segundo, com o brasileiro Felipe Massa em terceiro.

Com a vitória, Rosberg diminuiu de 24 para 17 pontos a distância para o líder Hamilton e esquentou ainda mais a disputa pelo título, que será decidido na última corrida do ano, dia 23, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Para garantir seu primeiro Mundial, Rosberg precisa vencer a corrida, que terá pontuação dobrada, e torcer para o companheiro chegar no máximo em terceiro lugar. O inglês garantirá a taça mesmo se terminar novamente em segundo lugar. “Lewis é muito forte, tem o mesmo carro que eu. Brigar com ele é um grande desafio, mas esta batalha é fantástica”, disse o alemão.

A corrida

Não houve grandes incidentes no GP do Brasil, e a emoção ficou por conta da queda de braço entre os dois pilotos da Mercedes. Hamilton chegou a liderar a prova quando Rosberg foi para os boxes, mas rodou na pista antes de fazer sua parada e, depois dela, voltou sete segundos atrás do companheiro.

Veio o segundo pit stop, e Hamilton já estava colado em Rosberg. Nas últimas 15 voltas, o alemão teve que administrar uma vantagem que girava em torno de 0,5 segundo. Rosberg precisou de calma para se livrar de pilotos retardatários sem deixar que o britânico se aproximasse ainda mais.

Mas como Hamilton parecia não estar disposto a arriscar e acabar colocando o campeonato em perigo, Rosberg conseguiu administrar a diferença e conquistou sua quinta vitória na temporada.


Rosberg sai na frente de Hamilton em 1º treino em SP. Massa é 5º e Nasr 12º

Com 24 pontos de desvantagem para Lewis Hamilton no campeonato, Nico Rosberg chegou para o GP do Brasil deste fim de semana com apenas uma missão em mente: vencer ou vencer. E no treino livre que abriu as atividades em Interlagos, o alemão mostrou que está determinado a se impor. Com o tempo de 1m12s764, Nico foi o mais rápido da sessão, ficando dois décimos à frente do companheiro de Mercedes e rival na briga pelo título.

Rosberg sai na frente de Hamilton em 1º treino em SP. Massa é 5º e Nasr 12º | globoesporte.com
Nico Rosberg durante o treino livre da manhã de sábado, em Interlagos (Foto: EFE)

Após um começo de treino discreto, Felipe Massa pisou fundo com a Williams nos minutos finais e anotou o quinto tempo: 1m13s811, logo atrás de Fernando Alonso (Ferrari), o quarto com 1m13s742. Com o carro do finlandês Valtteri Bottas, o reserva Felipe Nasr – confirmado como titular na Sauber em 2015 – fechou a sessão em 12º, com 1m14s522.


Vídeo mostra exato momento do acidente na F1 Jules Bianchi

Um torcedor que compareceu ao circuito de Suzuka para assistir ao Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1, neste domingo, gravou o exato momento do gravíssimo acidente sofrido pelo francês Jules Bianchi, da equipe Marussia. As imagens são impressionantes e mostram a colisão do carro de F1 com o guindaste que retirava a Sauber de Adrian Sutil de uma área de escape da pista. O vídeo teve pouco mais de 100 mil visualizações, mas depois foi removido da internet pela FOM, empresa que gerencia os negócios da principal categoria do automobilismo mundial.

O acidente ocorreu na 43ª volta do Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1. Jules Bianchi colidiu o seu carro com um guindaste que estava fora da pista, na altura da curva 7 do circuito nipônico. No momento da pancada, o guincho retirava a Sauber do alemão Adrian Sutil de uma área de escape de Suzuka. Chovia muito, e a pista estava escorregadia.


Narrador do bordão ‘taca-le pau’ grava comercial do GP do Brasil de F-1

carrinhomarcoveioaquivopessoal

Leandro Beninca, de 9 anos, que ficou famoso pelo bordão “taca-le pau” foi convidado para gravar um vídeo para o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, em Interlagos, São Paulo SP. No vídeo, ele narra a competição: “Pode vir, Nico Nico Rosberg, piloto alemão. Lá vem o Hamilton Lewis Hamilton, piloto britânico, descendo o morro do S do Senna. Taca-le pau nesse carrinho, Hamilton!. Taca-le pau Alonso Fernando Alonso, piloto espanhol. Taca-le pau, taca-le pau”, narra o pequeno morador de Rio do Campo. Veja o vídeo aqui:


Ricciardo vence corrida marcada por emoção e acidentes; Massa é 5º

GP da Hungria 2014

Acidentes, rodadas e uma bela vitória de Daniel Ricciardo. Este foi o GP da Hungria, disputado neste domingo no circuito de Hungaroring. O australiano travou uma intensa disputa com Fernando Alonso e Lewis Hamilton no fim da corrida, ultrapassou os dois e ganhou pela segunda vez nesta temporada. Felipe Massa ficou em quinto.

Veja a classificação completa do GP da Hungria:

1. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
2. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 5s2
3. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 5s8
4. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 6s3
5. Felipe Massa (BRA/Williams) – a 29s8
6. Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari) – a 31s4
7. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – a 40s9
8. Valtteri Botas (FIN/Williams) – a 41s3
9. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso) – a 58s5
10. Jenson Button (ING/McLaren) – a 1min07s2
11. Adrian Sutil (ALE/Sauber) – 1mins08s1
12. Kevin Magnussen (DIN/McLaren) – 1min18s4
13. Pastor Maldonado (VEN/Lotus) – a 1min24s0
14. Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) – a 1 volta
15. Jules Bianchi (FRA/Marussia) – a 1 volta
16. Max Chilton (ING/Marussia) – a 1 volta

Não completaram: Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber), Kamui Kobayashi (JAP/Caterham), Sergio Pérez (MEX/Force India), Nico Hülkenberg (ALE/Force India), Romain Grosjean (FRA/Lotus), Marcus Ericsson (SUE/Caterham).