Delegado da PF diz que parte da propina da carne ia PP e PMDB

O delegado da Polícia Federal, Maurício Moscardi Grillo, um dos comandantes da Operação Carne Fraca, afirmou que, no âmbito das investigações da Operação Carne Fraca, deflagrada nesta sexta-feira pela corporação, constatou-se que partidos políticos estariam envolvidos no recebimento de propina no esquema ilegal estabelecido entre fiscais públicos e as empresas do setor alimentício.

Segundo a Polícia Federal, os agentes públicos usavam seu poder fiscalizatório para facilitar a produção de alimentos adulterados, emitindo certificado sanitários sem qualquer análise efetiva.

Grillo afirmou que os fiscais abusavam de sua autoridade para manipular “o tempo todo para facilitar a atividade dos frigoríficos”. O delegado Maurício Moscardi Grillo afirmou que o dinheiro pago em propina aos fiscais federais do Ministério da Agricultura no Paraná teria irrigado o caixa de ao menos dois partidos políticos: PMDB e PP.

— Há indícios claros dentro da investigação de que parte do dinheiro da propina era revertido para partidos políticos, como o PP e o PMDB — afirmou o delegado a PF, Maurício Moscardi Grillo. — Não dá para caracterizar quanto, mas dá para perceber que algumas pessoas, as mais fortes na corrupção, recebiam um valor alto — declarou a autoridade, informando que o aumento de patrimônio dos investigados deixava claro o recebimento do dinheiro ilegal.

O PMDB informa que desconhece o teor da investigação, mas não autoriza ninguém a falar em nome do partido.

A PF, no entanto, afirmou que não conseguiu mensurar o tamanho da propina distribuída, mas acredita que o volume era significativo, uma vez que apenas um dos investigados declarou ter R$ 400 mil em espécie em casa. Na busca e apreensão realizada nesta sexta-feira, um dos investigados tinha R$ 65 mil no bolso de um casaco. Outros fiscais tinham R$ 25 mil, R$ 30 mil.

As propinas eram recebidas de diversas formas, segundo o delegado. Ele afirma que a investigação conseguiu obter filmagens que mostra um lobista que costumava entregar a propina dentro de um isopor para uma fiscal da Superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Paraná. Através de retornos constatados em ligações telefônicas, ficava claro que continha dinheiro dentro do isopor.

Fonte: Jornal O Globo


Paciente toca violão e canta enquanto retira tumor do cérebro em hospital

(Foto: Rosa Santos/A Tribuna)

Um morador de São Vicente, no litoral de São Paulo, enfrentou, acordado e tocando violão, uma delicada cirurgia no cérebro. O que mais espantou os médicos, porém, foi o curioso formato do tumor removido da cabeça de Rolden Batista, de 40 anos. Para surpresa de todos, Batista estava com um ‘coração’ perfeito dentro da cabeça.

O consultor de telecomunicações descobriu que precisaria fazer uma cirurgia no fim de janeiro. Depois de sofrer dois ataques epiléticos, ele foi internado e, só assim, soube que tinha uma doença. “Estava em casa e levantei a noite para ir ao banheiro. Quando voltava, travei em pé e a minha filha viu. Minha esposa me levou ao hospital e, depois de alguns exames, soube que tinha um tumor no cérebro”, conta.

(Foto: Arquivo Pessoal)

No hospital, Rolden passou por exames, mas chegou a ter outras convulsões enquanto aguardava novas visitas médicas. “Foi algo muito feio. Me lembro de tudo. Lembro que eu fazia muita força para o lado e a minha língua embolou. Eu tinha consciência, mas não conseguia fazer nada. Era algo desesperador naquele momento”, completa.

Para espanto e curiosidade de Rolden e dos médicos, os vários exames feitos pelo consultor mostraram que o tumor tinha o formato de um coração. A constatação serviu como uma espécie de sinal para que o paciente acreditasse que seria curado.

“Me pareceu um sinal bom em meia a tanta preocupação e angústia naquele momento. Deu um alívio para mim e para a minha família. Graças a Deus que ele foi tirado por inteiro da minha cabeça”, diz.

Rolden conta que, após a constatação da existência do tumor, os médicos lhe apresentaram duas opções de cirurgia e, neste momento, a ideia de tocar violão surgiu.

“Eles me falaram que eu poderia ser operado totalmente sedado ou acordando durante a cirurgia. A segunda opção tinha mais chances de dar certo e preferimos essa. Com isso, o médico teve a ideia de que eu tocasse violão no meio da cirurgia”, explica.

Segundo o técnico de comunicações, o médico gostou tanto da ideia que, inclusive, levou o próprio violão para que Rolden tocasse e cantasse durante a cirurgia. “Eu não tenho violão. Ele, então, levou o dele. Durante a cirurgia, era como se estivesse com a cabeça fechada. Apenas em alguns momentos a minha língua enrolava por conta dos estímulos que eles faziam. Foi algo bacana e diferente”, relata.

O fato surpreendeu a todos. Durante a cirurgia, além de tocar violão, Rolden falou com a esposa pelo telefone celular, um dos procedimentos básicos para testar os sentidos e respostas do consultor de telecomunicações. Ele afirma que ela ficou surpresa e não entendeu muito bem como aquilo seria possível.

A cirurgia de Rolden ocorreu no fim do mês de janeiro. Agora, após receber alta hospitalar, ele se recupera em casa e, aos poucos, vai retomando a rotina da vida e aguardando o resultado dos exames para saber se precisará passar por outros tratamentos.

“O sentimento é de satisfação. Como se eu fosse um guerreiro. Foi tudo muito rápido e, saber que eu consegui passar por tudo isso, me dá um alívio. Sinceramente, não sabia que teria essa força toda. Tive muita fé e apoio da minha família”, finaliza.

Fonte: G1


PF indicia pastor Silas Malafaia em inquérito da Operação Timóteo

A Polícia Federal indiciou o pastor Silas Malafaia no inquérito da Operação Timóteo, que apura um suposto esquema de corrupção nas cobranças de royalties da exploração mineral. De acordo com a PF, ele recebeu um cheque de R$ 100 mil de um dos escritórios investigados e depositou numa conta pessoal.

Ao G1, o pastor disse que o indiciamento ocorreu em 16 de dezembro, no dia em que foi alvo de condução coercitiva (quando a pessoa é levada a depor), e que o assunto é “velho”. Ele voltou a defender que o repasse foi uma doação, direcionada à igreja dele e a uma associação religiosa. Malafaia disse ainda que declarou o dinheiro e pagou os devidos impostos.

“O que eu faço com ofertas que recebo pessoais? Depositei na minha conta. Declarei e paguei os tributos. Se [o dinheiro] tivesse entrado e eu sacado, podiam desconfiar. Agora, não me deem atestado de burrice. Se eu fosse corrupto, eu não ia depositar na minha conta.

”Ele também adiantou de que forma iria se defender à Justiça. “Minha defesa vai ser mostrar minha declaração do imposto de renda. Não sou obrigado, mas estou abrindo meu sigilo fiscal, apresentando o extrato da conta bancária. Tenho certeza que o juiz vai me tirar disso. Agora, o delegado fez questão de me atingir nisso.”

À época da operação, a PF declarou que havia “indícios robustos” de que o pastor e os demais investigados se associaram ao esquema, “praticando uma série de delitos contra a administração pública, especialmente lavagem de dinheiro”.

Fonte: G1


STF determina liberação do goleiro Bruno da prisão por morte de Eliza Samudio

3oy1vl6ynh_36xo4bsbcv_file

Uma liminar deferida na última terça-feira (21) determinou a soltura do goleiro Bruno Fernandes, de acordo com o Supremo Tribunal de Federal (STF) . A decisão é relacionado a um habeas corpus no processo de condenação pela morte de Eliza Samúdio, ex-namoradora do jogador, conforme o tribunal.

Segundo a assessoria do STF, o ministro Marco Aurélio Mello entendeu que Bruno tem direito a responder em liberdade enquanto aguarda o resultado dos recursos à condenação.

A decisão não se aplica a outras eventuais condenações que o jogador esteja sujeito. A medida precisa ser comunicada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), o que foi feito nesta sexta-feira (24), e ao juiz de Execução Penal em Minas Gerais. A íntegra da decisão ainda não foi divulgada pelo STF.

O advogado Lúcio Adolfo informou que já está com uma cópia e que providencia a comunicação junto à Apac, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ainda segundo o defensor, o jogador deve deixar o local ainda nesta sexta-feira (24).

Fonte: G1


Aeronave cai na região Norte de Santa Catarina

Uma aeronave de pequeno porte caiu em Garuva, no Norte de Santa Catarina, no início da manhã desta quinta-feira (23) e deixou uma pessoa morta. Segundo a equipe do helicóptero Águia da Polícia Militar, a queda foi em uma área de bananal na região do Monte Crista.Conforme a 2ª Companhia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar, a aeronave é um avião Ipanema de pulverização agrícola, com capacidade apenas para o piloto. O homem morreu no local.“Quando chegamos, ele estava consciente, recebeu os primeiros atendimentos da equipe do Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência], teve uma parada cardíaca e veio a óbito”, disse o capitão Leandro Edison da Rosa, comandante de operações aéreas da PM.A base área da Aeronáutica em Florianópolis disse que os órgãos de controle da corporação não foram informados oficialmente sobre queda de aeronave no espaço aéreo de Santa Catarina até por volta das 9h.

Fonte: G1


Avião com o senador Aécio Neves faz pouso forçado em São Paulo

Um avião de pequeno porte em que estava presente o senador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), fez um pouso de emergência no aeroporto de Guarulhos na noite desta quinta-feira (9), a informação foi confirmada pelo assessor de imprensa do presidente do PSDB.

A aeronave saiu de Brasília com destino a São Paulo e ao aterrissar, sofreu um problema com o trem de pouso, saindo da pista.No avião, estavam apenas Aécio e os pilotos. Ainda segundo o assessor, ninguém ficou ferido.

Nesta sexta-feira (10), Aécio Neves tem uma reunião com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, no fim da manhã, os demais compromissos do parlamentar não foram informados. Com informações do VB.


Dona Marisa fica sem fluxo cerebral, e família autoriza doar órgãos

O Hospital Sírio-Libanês divulgou boletim médico nesta quinta-feira (2) no qual informa que Dona Marisa Letícia, 66 anos, mulher do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva ficou sem fluxo cerebral. A família já autorizou a doação de órgãos, segundo um post publicado na página do Facebook do ex-presidente Lula.

“A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos”, diz o post.

O boletim informa que um doppler transcraniano realizado na manhã desta quinta identificou a ausência de fluxo cerebral.

A mulher do ex-presidente Lula foi internada desde o dia 24 de janeiro depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral hemorrágico provocado pelo rompimento de um aneurisma.

Quando foi internada, dona Marisa passou por um procedimento de emergência que durou cerca de duas horas para conter a hemorragia no cérebro. Os médicos fizeram uma arteriografia cerebral para localizar a lesão e depois introduziram um cateter até a região afetada para estancar o sangramento.

Na quarta-feira (25), Marisa Letícia teve de passar por outro procedimento cirúrgico. Desta vez, para a “passagem de um cateter ventricular para monitoração da pressão intracraniana”, como informou o hospital. A decisão dos médicos ocorreu após “avaliação tomográfica de crânio para controle de sangramento cerebral.

Na sexta-feira (27), Dona Marisa passou por uma tomografia para verificar se tinha ocorrido melhora na infecção que havia se formado em seu cérebro. Ela foi acomodada em uma cama térmica. Com o auxílio dela, os médicos conseguiram baixar a temperatura do corpo, que normalmente fica perto dos 35°C, para até 25°C. O objetivo era diminuir o metabolismo e, junto com ele, a atividade cerebral, para que o cérebro conseguisse absorver de forma mais rápida o excesso de sangue acumulado na caixa craniana.

Um exame realizado na segunda-feira (30) detectou a presença de trombose venosa profunda nas veias das pernas. Os médicos realizaram a passagem de um filtro de veia cava inferior para prevenir a ocorrência de embolia pulmonar.

Na terça (31), os médicos tiraram a sedação. Na quarta (1º), ela teve uma piora no seu quadro clínico no início da noite e voltou a ser sedada. A pressão intracraniana e a inflamação no cérebro tinham aumentado.

Fonte: G1


Avião da Gol sobrevoa DF por quase 3 hs após falha no trem de pouso

Percurso que avião da Gol fez antes de pousar no Aeroporto JK (Foto: Reprodução)

Um avião da Gol que sairia de Brasília para Boa Vista, em Roraima, teve problemas no trem de pouso, precisou voltar para a capital federal e ficou sobrevoando a cidade por quase três horas antes de pousar, na madrugada desta segunda-feira (23).

A situação ocorreu porque o trem de pouso não se recolheu. Como as rodas continuaram para o lado de fora, o piloto decidiu voltar para o Aeroporto JK por segurança. Antes disso, teve que “gastar combustível” para diminuir o peso da aeronave.

O avião, que levava 130 passageiros, pousou à 1h30. Os ocupantes começaram a desembarcar meia hora depois.

Fonte: G1


FAB recupera gravador de voz de avião que levava Teori; equipamento está em bom estado

A Força Aérea Brasileira (FAB) recuperou nesta sexta-feira (20) a caixa-preta que grava as conversas na cabine do avião que caiu com o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), e mais quatro pessoas.

Chamado de Cockpit Voice Recorder (CVR), o equipamento aparenta estar em boa condição, ainda segundo a FAB. O gravador de voz pode ser fundamental para esclarecer o que provocou a queda do avião. O equipamento registra os diálogos do piloto na cabine do avião, seja com outros passageiros ou com o controle de tráfego aéreo.

O aparelho passará por perícia em Brasília para que os investigadores descubram se ele estava ligado e registrou conversas durante o voo. A análise será em um laboratório na sede do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Uma equipe de militares da FAB iniciou nesta sexta investigação no local do acidente aéreo. A primeira fase da apuração consiste na coleta de dados no local da tragédia.

Pela legislação, aeronaves de pequeno porte particulares, como o King Air que caiu, não são obrigadas a ter gravador de dados de voz nem gravador de dados de voo – este monitora o comportamento dos sistema do avião durante o voo. O King Air não tinha gravador de dados de voo, chamado de Flight Data Recorder (FDR).

Fonte: FAB recupera gravador de voz de avião que levava Teori; equipamento está em bom estado | Política | G1


Polícia Federal recolhe indício de que avião de Teori era seguido

rj2_foto_resgate_-_sonia_barcelos2_shuiuio

A Polícia Federal está apurando quem acessou a foto do avião que caiu na tarde desta quinta-feira (19) no mar no Rio de Janeiro, resultando na morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), na base de dados do Beechcraft, site que mostra onde está o avião. De acordo com informações, do jornalista Cláudio Tognolli, do Yahoo, a ficha contendo dados e a imagem da aeronave foi acessada quase 1.900 vezes em um único dia.